Site hosted by Angelfire.com: Build your free website today!
Grupo 14
São Bento

Um certo Galileu


Um certo dia, à beira mar
Apareceu um jovem Galileu
Ninguém podia imaginar
Que alguém pudesse amar
Do jeito que ele amava
Seu jeito simples de conversa
Tocava o coração de quem o escutava

E seu nome era Jesus de Nazaré
Sua fama se espalhou, e todos vinham ver
O fenômeno do jovem pregador
Que tinha tanto amor

Naquelas praias, naquele mar
Naquele rio em casa de Zaqueu
Naquelas estradas, naquele sol
E o povo o escuta histórias tão bonitas
Seu jeito amigo de se expressar
Enchia o coração de paz infinita

Em plena rua, naquele chão, naquele poço em casa de Simeão
Naquela relva no entardecer, o mundo viu nascer
A paz de uma esperança, seu jeito puro de perdoa
Fazia o coração voltar a ser criança

Um certo dia ao tribunal alguém levou o jovem Galileu
Ninguém sabia qual foi o mal,
O crime que ele fez
Quais foram seus pecados, seu jeito o honesto de denunciar
Nasceu na posição de alguns privilegiados
E mataram Jesus de Nazaré e no meio de ladrões puseram sua cruz
Mas o mundo ainda tem medo de Jesus que tinha tanto amor



Voltar
VTM